Como funciona um consórcio de automóveis? Tire suas dúvidas!

Atualmente, o consórcio tem sido uma alternativa muito viável para aqueles que querem realizar o sonho de comprar ou trocar de carro. Ainda podem existir algumas dúvidas sobre como funciona este tipo de consórcio. Pensando nisso, trouxemos alguns questionamentos que existem sobre essa modalidade.

Qual a forma de conseguir ser contemplado em um consórcio de automóveis? E se eu atrasar alguma parcela? Confira as respostas e outras perguntas que preparamos!

- Como tudo começa

Quando autorizada a funcionar, a administradora vai começar a agrupar pessoas interessadas em comprar um carro. É necessário atingir um número mínimo de consorciados para que o sorteio do veículo torne-se viável. Pelo menos um dos participantes ganhará por meio do sorteio uma carta de crédito no valor estabelecido no contrato. Além dos sorteios, existe também a possibilidade de conseguir a carta de crédito dando lances no consórcio (vamos explicar mais adiante como funciona esse processo).

- Como participar do consórcio

Para começar, procure a Uninvest Consórcios. Existem possibilidades de já entrar em um grupo no início ou quando os sorteios já estão acontecendo. Vale ressaltar que todas as parcelas precisam ser pagas, mesmo após a contemplação, e que não existem juros incidindo sobre os valores, apenas uma taxa de administração a ser usada pelo administrador na gestão do consórcio.

- Quando vou ter o carro em mãos

Existem formas de sorteio e de lance para que o participante seja contemplado, sendo realizado no mínimo um sorteio por mês. Caso for sorteado, deve levar a carta de crédito para adquirir seu veículo. No lance, leva a carta o participante que conseguir antecipar mais parcelas.

Seu lance foi menor? Não tem problema. Você só pagará o valor caso for contemplado, efetivamente.

Existe também outra possibilidade: o lance embutido. Nessa modalidade, o consorciado paga o lance com o valor da própria carta de crédito. Porém, o valor resgatado quando contemplado vai ser menor (crédito final = crédito total – lance embutido).

- Atrasos ou pagamentos não efetuados de parcelas

Em meio a crise financeira ou até mesmo diante de algum imprevisto, é possível que não consiga quitar as parcelas do consórcio no tempo estipulado. Nesses casos, existem algumas opções:

1. Deixar a parcela em aberto, para descontar o valor do crédito no momento da contemplação;

2. Redistribuir o valor integral da parcela nas que estão a vencer, voltando a deixar o consórcio em dia;

3. Procurar outra opção de crédito mais barata dentro do seu grupo. Assim com o valor de carta adequada para você, as parcelas também diminuem e ficam mais fáceis de enquadrar as mensalidades no orçamento.

Se já tiver sido contemplado, multas e juros podem ser aplicados, para evitar que os outros participantes do grupo sejam prejudicados. Caso a situação não possa ser regularizada, a administradora pode pedir que o veículo seja apreendido. Você ainda pode vender sua carta para alguém que esteja interessado, após analisar as condições que cada administradora oferece.

Vale lembrar que também é possível buscar outras alternativas financeiras para quitar as dívidas em atraso e não deixar o sonho de ter seu carro!

- Carta de crédito

A carta de crédito não é paga em dinheiro, o contemplado escolhe o carro na concessionária e avisa a administradora, que cuidará do processo de pagamento. A carta de crédito só poderá ser usada para comprar bens que tenham número de chassi e enquadra-se nas exigências de cada administradora.

Mesmo que o pagamento não seja efetuado diretamente pelo contemplado, ele ainda pode negociar descontos com a concessionária de maneira direta, ao fim da negociação deve-se passar todas as informações para a administradora para que o valor correto seja quitado.

Dependendo do ano, carros usados podem também ser adquiridos, neste caso se o veículo escolhido for de um valor menor que a sua carta de crédito, você usa o valor restante para quitar as parcelas finais do seu consórcio.

Caso você opte por comprar um carro mais caro do que sua carta de crédito cobre, também é possível, desde que o modelo e ano estejam dentro do portfólio da administradora do consórcio. Neste caso o valor restante da compra precisa ser pago pelo comprador.

Com a contemplação a administradora libera a carta de crédito em um prazo que varia entre 48 e 72 horas. Mas você deve ter bastante atenção pois este documento tem validade! As cartas devem ser utilizadas até o fim do período do consórcio ou em até 6 meses depois da sua contemplação.

Ainda restaram dúvidas? Acesse nosso site ou entre em contato com a Uninvest que está a disposição para esclarecer quaisquer dúvidas que ainda possam existir. Se você ainda não tem seu plano de consórcio, não perca mais tempo e escolha o consórcio da Uninvest!